Estado de São Paulo janeiro.2021

Transportes vêm liderando investimentos anunciados

Análise em PDF

Investimentos anunciados em infraestrutura, em R$ milhões

Gráfico dos Investimentos anunciados em infraestrutura

Desde o quarto trimestre de 2019, os transportes vêm liderando os anúncios de investimentos em infraestrutura. Os resultados de 2020 podem ser atribuídos, especialmente, aos valores noticiados nos dois primeiros trimestres do ano por empresas que venceram os leilões realizados pelos governos paulista e federal para concessão de obras e serviços públicos de transportes, por 30 anos.

Investimentos anunciados em transportes, em R$ milhões

Gráfico dos Investimentos anunciados em transportes

Entre os subsetores, a maior parte dos recursos anunciados no último trimestre de 2019 foi para transporte aéreo, com a expansão da frota da Azul. Nos períodos seguintes, os investimentos foram para atividades auxiliares dos transportes (rodovias, terminais portuários) e transporte terrestre (ferroviário). No primeiro trimestre, as atividades auxiliares atingiram o nível mais alto na série histórica; já no segundo, a quase totalidade das inversões dirigiu-se para o modal terrestre, que registrou seu melhor desempenho desde o começo de 2014.

Rodovias concedidas do lote PiPa

Mapa das Rodovias concedidas do lote PiPa

Os dois maiores empreendimentos de 2020 envolvem municípios de várias regiões. Ambos visam melhorar o fluxo de mercadorias, com diferentes modais de transporte, e reduzir custos logísticos. Em janeiro, a concessionária Eixo SP, do Consórcio Infraestrutura Brasil (Pátria Investimentos e Fundo Soberano de Singapura), anunciou R$ 14 bilhões para operar o Lote PiPa (PiracicabaPanorama), que abrange 12 rodovias, no total de 1.273 km, atravessando as regiões de Campinas, Central, Bauru, Marília e Presidente Prudente, até Panorama, divisa com Mato Grosso do Sul.

Trechos concedidos da Ferrovia Malha Paulista

Mapa dos Trechos concedidos da Ferrovia Malha Paulista

Em maio, a concessionária Rumo Logística, do grupo Cosan, anunciou R$ 6 bilhões para reestruturação da ferrovia federal Malha Paulista, que liga Santa Fé do Sul ao Porto de Santos, em uma extensão de 2 mil km. Os recursos englobam duplicação e reativação de trechos, ampliação de pátios, contornos, viadutos e passarelas, modernização da via, além da aquisição de vagões e locomotivas para aumentar a capacidade de transporte de cargas, como grãos, açúcar, combustíveis, fertilizantes, celulose, minérios e contêineres. Serão beneficiadas 72 cidades.

Fonte: Fundação Seade. Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo – Piesp.